Sex, 13 Mar
21:30

Teatro Sá da Bandeira

Classificação Etária: M/6
Duração: 60 minutos
Preço: 7.00 €

Bilheteira Online - Comprar Bilhetes




Teatro Sá da Bandeira
Música

Surma

Voz e instrumentos musicais Débora Umbelino
Sozinha em palco, rodeada de uma dúzia de instrumentos e com a sua voz, Surma inspira-se no silêncio para criar um universo próprio de canções que tanto bebem no jazz, na eletrónica e numa multiplicidade de influências para explorar caminhos nem sempre óbvios mas com uma identidade muito vincada com uma fonética própria e capaz de criar momentos únicos de viagem ao vivo, que tanto nos lembram ambientes de fjords nórdicos como de cidades cosmopolitas.

Surma vai chegar a esta data depois de um período de dois meses a gravar o seu segundo disco e é muito provável que tanto os temas antigos ganhem novas roupagens como se conheça algo absolutamente inédito.

Biografia

Débora Umbelino tem 23 anos e é mais conhecida pelo nome artístico de Surma.

Nasceu e cresceu na pequena aldeia de Vale Do Horto, onde começou, desde cedo várias aventuras com projetos musicais. Enquanto estudava no Ensino Secundário deu os primeiros passos e em 2015 começou o seu projeto a solo a que chamou Surma, que rapidamente correu o pais em dezenas de concertos e começou a despertar a atenção do público e da imprensa.

Pelo meio frequentou o curso de Jazz no Hot Club, com especialidade em contrabaixo e voz e aventurou-se em pós-produção audiovisual. O seu disco de estreia "Antwerpen" acabava por ser adiado para o final de 2017, tendo logo merecido uma aclamação generalizada que a colocou num lugar cimeiro dos novos valores da música nacional. Meios como o Expresso, Público, Blitz ou Antena 3 votam-no como um dos melhores do ano e a Sociedade Portuguesa de Autores nomeou "Hemma" para melhor canção de 2017

Nos últimos dois anos apresentou-se ao vivo por mais de 200 vezes por 15 países.

Dos norte-americanos South By Southwest ou NYC Indie Week ao míticxa sala Londrina 100 Club, do holandês Eurosonic ou do Francês MaMA ao islandês Icelandic Airwaves ou ao Brasileiro SIM São Paulo, do islandês Iceland Airwaves ao espanhol BIME, ao alemão Reeperbahn ao Esloveno Ment. Internacionalmente viu o seu disco de estreia ser editado em vários países europeus e ser nomeado para melhor disco independente do ano pela IMPALA (Associação Europeia de Editoras Independentes), conseguindo destaque em meios tão prestigiados como a BBC, o Musikexpress ou a NPR.

Em dois anos Surma tem também corrido o pais desde pequenas salas a dezenas de festivais como o NOS Alive, o Vodafone Paredes de Coura, o Bons Sons, o Super Bock Super Rock e este ano o NOS Primavera Sound.

Continua vários trabalhos e residências colaborativas, mantém-se, desde 2016, como solista convidada dos Concertos para Bebés e foi responsável pela banda sonora de "SNU" e concorrente e finalista da última edição do Festival da Canção.

No final de 2019 lançou um EP, estreou-se em concertos no continente asiático e prepara o segundo disco de originais que será lançado em 2020.

Ficha Técnica

Voz e instrumentos musicais Débora Umbelino | Som Paulo Mouta Pereira e Nuno Jerónimo | Luz Diogo Mendes

Música | Classificação Etária M/6 | Duração 01h00 | Preço 7€ (verificar descontos)

Sex, 13 março às 21h30

Local: Teatro Sá da Bandeira

Bilhetes à venda no TSB, na BOL, na Worten, na FNAC e nos CTT
Surma