Sáb, 28 Jan
21:30

Teatro Sá da Bandeira

Classificação Etária: M/6
Duração: 75 minutos
Preço: 5.00 €
preço único

Bilheteira Online - Comprar Bilhetes


Lotação: 188 lugares



Teatro Sá da Bandeira
Dança

Coreografia

de João dos Santos Martins com Adriano Vicente e João Barradas

Coreografia, de João dos Santos Martins com Adriano Vicente e João Barradas

Dança / Sáb. 28 jan / 21h30 / Teatro Sá da Bandeira / Classificação Etária M/6 / Duração 01h15 / Preço 5€ (preço único) | Sessão com intérprete Língua Gestual Portuguesa (LGP)

Sinopse:

“Numa conferência-performance intitulada Salário Máximo, apresentada na Assembleia da República Portuguesa, em Lisboa, em 2014, [a coreógrafa] Vera Mantero dizia que a dança lhe parecia a arte menos apropriada para falar do que quer que fosse. Segundo a artista, seria mais simples vincular uma ideia concreta no cinema ou na literatura. Esta afirmação sustenta uma ideia comum de que a dança não pode falar, sendo, no entanto, uma metáfora para o pensamento. O aparente conflito que aqui se desponta aponta para a relação entre política e poética, que poderia ser expresso na dicotomia entre escrita de texto e composição de gestos, ações e movimentos.

Tal como imaginada por Raoul Feuillet no seu tratado do século XVIII, a dança seria primeiro redigida em papel, através do sistema de notação por si criado, e só depois interpretada e transposta para o corpo. Existia uma verdadeira separação entre uma idealização, escrita como lei, e uma realidade dançada, fruto de uma prática, no chão. O processo de transmissão seria como “dançar” uma língua e “falar” uma dança, um processo em que texto e corpo interagem numa lógica de negociação entre expressão e comunicação.” João dos Santos Martins

Ficha Artística

Coreografia João dos Santos Martins | Interpretação Adriano Vicente | Música e interpretação ao vivo João Barradas | Texto José Maria Vieira Mendes | Guarda-roupa Constança Entrudo | Luz Filipe Pereira | Produção e difusão Materiais Diversos | Produção executiva Associação Parasita e Association Mi-Maï | Co-produção Alkantara, Associação Parasita, Centro Cultural Vila Flor, Materiais Diversos, Museu de Arte de Seul | Residências artísticas Espaço Alkantara, Centro Cultural Malaposta, Estúdios Victor Córdon, 23 Milhas | Agradecimentos Sandra Gorete Coelho | Créditos da fotografia José Carlos Duarte | Materiais Diversos, Associação Parasita e Alkantara são financiadas pela República Portuguesa / Cultura-Direção Geral das Artes.

Intérprete LGP: Gladys Théoduloz

Biografia

João dos Santos Martins (Santarém, 1989) tem articulado a sua prática entre várias formas que focam a dança, seja como coreógrafo e bailarino, seja como curador ou editor. O seu trabalho, geralmente desenvolvido em processos colaborativos, é atravessado por questões que concernem genealogias da história da dança, processos de transmissão, a relação entre prática e discurso, e paradoxos sobre a atividade de dançar. Juntamente com Ana Bigotte Vieira, criou um dispositivo para o mapeamento colectivo da dança em Portugal — Para Uma Timeline a Haver. Em 2014 fundou a Parasita, uma cooperativa de artistas de que faz parte.

Teatro Sá da Bandeira

Horário de Abertura ao público:

3ª a 6ª feira – 10:00 às 12:00 / 14:00 às 16:00

Nos espetáculos a realizar em horário de encerramento, a bilheteira abre 1 hora antes

Encerrado ao Sábado, Domingo, Segunda-feira e Feriados

Fora do horário de abertura ao público, a venda e reservas de bilhetes é possível através da plataforma online – BOL e nas lojas Worten, CTT e FNAC

Contactos:

T. 243 309 460 | Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Coreografia