Cinema/Audiovisual

Qua, 28 Out
21:30

Teatro Sá da Bandeira


Cinema/Audiovisual O Paraíso, Provavelmente Ciclo “Um mundo em Conflito”
LER MAIS
O Paraíso, Provavelmente

Elia Suleiman, realizador e protagonista desta história, deixa a Palestina e aventura-se pelo mundo, certo da necessidade de uma mudança na sua vida. Contudo, por mais distante que esteja da sua terra natal, a verdade é que parece que tudo faz questão de lhe lembrar de onde vem: a polícia, os agentes de controlo de fronteiras, as várias manifestações de racismo ou os olhares de estranheza que desperta nos outros. Apesar dos constantes esforços em deixar para trás o passado e iniciar uma nova vida, nada parece resultar, uma vez que tudo o remete para as suas origens.

Uma comédia de enganos que reflete sobre o peso da identidade e nacionalidade.

Um conto burlesco que explora a identidade, a nacionalidade e a pertença, no qual Suleiman coloca uma questão fundamental: onde nos podemos sentir “em casa”?

Festival de Cannes - Prémio da Crítica internacional (FIPRESCI) e Menção Especial do Júri

Título original: It Must Be Heaven | De: Elia Suleiman | Com: Elia Suleiman, Tarik Kopty, Kareem Ghneim

Cinema | Comédia Dramática | M/12 | ALE/FRA/Turquia/CAN/Palestina/Qatar, 2019, Cores | 102 min. | 5€/2,5€ sócios Cineclube

Qua, 28 outubro às 21h30

Local: Teatro Sá da Bandeira
Qua, 04 Nov
21:30

Teatro Sá da Bandeira


Cinema/Audiovisual 4 CONTOS DE GABRIEL ABRANTES Especial Cinema Português
LER MAIS
4 CONTOS DE GABRIEL ABRANTES

O realizador Gabriel Abrantes estreia uma sessão de curtas-metragens intitulada "Quatro Contos". A sessão é composta por quatro filmes: Freud Und Friends (2015), Uma Breve História de Princesa X (2016), Os Humores Artificiais (2016) e As Extraordinárias Desventuras da Menina de Pedra (2018). Estas curtas tiveram estreia mundial em festivais como a Quinzena dos Realizadores em Cannes, Berlinale, Festival de Cinema de Locarno, Festival de Toronto e juntas receberam mais de vinte cinco prémios. Através desta sessão, o espectador pode conhecer parte do universo cinematográfico de Gabriel Abrantes, que já realizou 19 obras, entre elas "Diamantino", a sua primeira longa-metragem que em 2017 recebeu o Grande Prémio da Semana da Crítica.

A Sessão conta com a presença do Realizador para uma conversa com o público.

Título original: Quatro Contos de Gabriel Abrantes | De: Gabriel Abrantes | Com: Carlotto Cota, Filipe Vargas, Joana Barrios

Cinema | Curta| M/14 | POR, 2020 Cores | 86 min. | 5€/2,5€ sócios Cineclube

Qua, 4 novembro às 21h30

Local: Teatro Sá da Bandeira

Normas COVID-19

Uso obrigatório de máscara | Desinfeção das mãos à entrada | Respeitar o distanciamento social | Respeitar os circuitos de circulação | Atribuição de lugar por ordem de chegada | Obrigatoriedade de preenchimento do consentimento informado no local | No final do espetáculo permaneça sentado no seu lugar
Qua, 11 Nov
21:30

Teatro Sá da Bandeira


Cinema/Audiovisual O CRIME DE ALDEIA VELHA Especial Cinema Português
LER MAIS
O CRIME DE ALDEIA VELHA

Adaptação de uma peça de Bernardo Santareno, que por sua vez se inspirava num facto verídico, ocorrido no norte do país em 1908. A história de uma mulher que se julga possessa e que é queimada numa fogueira pelo povo da aldeia como forma de exorcismo, após dois homens se terem suicidado por amor dela. Um requisitório contra a superstição num dos filmes mais interessantes de Manuel Guimarães. A Sessão conta com a presença de Jorge Palinhos, colaborador do Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade da Universidade do Minho e docente da Escola Superior Artística do Porto.

Título original: O Crime de Aldeia Velha | De: Manuel Guimarães | Obra original e diálogos: Bernardo Santareno | Com: Miguel Franco, Barbara Laage, Maria Olguim, Glicínia Quartin, Rogério Paulo

Cinema | Drama | Outros dados: POR, 1964, Preto e Branco | 115 min. | 5€/Entrada livre para sócios do Cineclube de Santarém

Qua, 11 novembro às 21h30

Local: Teatro Sá da Bandeira

Normas COVID-19

Uso obrigatório de máscara | Desinfeção das mãos à entrada | Respeitar o distanciamento social | Respeitar os circuitos de circulação | Atribuição de lugar por ordem de chegada | Obrigatoriedade de preenchimento do consentimento informado no local | No final do espetáculo permaneça sentado no seu lugar
Qua, 18 Nov
21:30

Teatro Sá da Bandeira


Cinema/Audiovisual AMOR FATI Especial Cinema Português
LER MAIS
AMOR FATI

Amor Fati vai ao encontro de partes que se completam. São retratos de casais, amigos, famílias e animais com os seus donos. Partilham a intimidade dos dias, os hábitos, as crenças, os gostos e alguns traços físicos. A partir dos seus rostos e da coreografia dos gestos, descobrimos a história que os enlaça. Assente na vida quotidiana, o filme desenha diante dos nossos olhos um coro de afectos e da memória colectiva de um país, convocado o discurso de Aristófanes no Banquete de Platão: Não será a isto que vocês aspiram — a identificarem-se o mais possível um ao outro, de forma a não mais se separarem noite e dia? Se é essa a vossa aspiração, estou disposto a fundir-vos e soldar-vos numa só peça, de tal modo que, em vez de dois, passem a ser um só.

A Sessão conta com a presença da Realizadora para uma conversa com o público.

Título original: Amor Fati | De: Cláudia Varejão

Cinema | Documentário | M/12 | Outros dados: POR, 2020, Cores | 101 min. | 5€/2,5€ sócios Cineclube

Qua, 18 novembro às 21h30

Local: Teatro Sá da Bandeira

Normas COVID-19

Uso obrigatório de máscara | Desinfeção das mãos à entrada | Respeitar o distanciamento social | Respeitar os circuitos de circulação | Atribuição de lugar por ordem de chegada | Obrigatoriedade de preenchimento do consentimento informado no local | No final do espetáculo permaneça sentado no seu lugar
Qua, 25 Nov
21:30

Teatro Sá da Bandeira


Cinema/Audiovisual A TRISTEZA E ALEGRIA NA VIDA DAS GIRAFAS Especial Cinema Português
LER MAIS
A TRISTEZA E ALEGRIA NA VIDA DAS GIRAFAS

Girafa é uma menina de dez anos que, apesar de aparentemente imperturbável, sofre pela ausência da mãe, que morreu há algum tempo. Filha única, vive com o pai e com Judy Garland, o seu urso de peluche, que é também o seu único amigo. Um dia, a menina pega em Judy e sai de casa, decidida a angariar dinheiro para poder ver o Discovery Channel e assim preparar um trabalho escolar sobre girafas. Deambulando pela cidade de Lisboa, vai viver aventuras, fazer novos amigos e encontrar algumas respostas de que precisava para enfrentar a dor e fazer o luto.

Adaptação da peça de teatro homónima de Tiago Rodrigues, "Tristeza e Alegria na Vida das Girafas", é uma comédia dramática sobre as dores de crescimento, com realização e argumento de Tiago Guedes ("Coisa Ruim", "Entre os Dedos", "A Herdade") e banda sonora de Manel Cruz. Maria Abreu (filha do realizador), Miguel Borges, Tónan Quito, Gonçalo Waddington e Miguel Guilherme assumem os papéis principais.

A Sessão conta com a presença do Realizador para uma conversa com o público.

Título original: Tristeza e Alegria na Vida das Girafas | De: Tiago Guedes | Com: Gonçalo Waddington, Miguel Guilherme, Miguel Borges, Maria Abreu

Cinema | Aventura, Comédia dramática | M/12 | Outros dados: POR, 2019, Cores | 109 min. | 5€/2,5€ sócios Cineclube

Qua, 25 novembro às 21h30

Local: Teatro Sá da Bandeira

Normas COVID-19

Uso obrigatório de máscara | Desinfeção das mãos à entrada | Respeitar o distanciamento social | Respeitar os circuitos de circulação | Atribuição de lugar por ordem de chegada | Obrigatoriedade de preenchimento do consentimento informado no local | No final do espetáculo permaneça sentado no seu lugar
Qua, 02 Dez
21:30

Teatro Sá da Bandeira


Cinema/Audiovisual PJ HARVEY: A DOG CALLED MONEY “A Música no Cinema”
LER MAIS
PJ HARVEY: A DOG CALLED MONEY

Fotojornalista que viaja pelo mundo há largos anos, Seamus Murphy, de origem irlandesa, trabalha com a cantora-compositora britânica PJ Harvey desde 2008. Em 2011, lançou-se na realização e assinou o complemento visual do álbum "Let England Shake". Uns anos depois, levou-a em viagem pelo Kosovo, o Afeganistão e Washington, D.C., nos Estados Unidos, uma experiência que inspirou o álbum "The Hope Six Demolition Project", lançado em 2016. A própria gravação do disco, um processo aberto ao público como parte de uma instalação de arte na Somerset House, em Londres, foi também filmada por Murphy. Este documentário, a sua primeira longa-metragem, junta as viagens dos dois e a produção do álbum, alternando livremente entre os dois.

Título original: A Dog Called Money | De: Seamus Murphy

Cinema | Documentário | M/12 | Outros dados: EUA/IRL/GB, 2019, Cores | 94 min. | 5€/2,5€ sócios Cineclube

Qua, 2 dezembro às 21h30

Local: Teatro Sá da Bandeira

Normas COVID-19

Uso obrigatório de máscara | Desinfeção das mãos à entrada | Respeitar o distanciamento social | Respeitar os circuitos de circulação | Atribuição de lugar por ordem de chegada | Obrigatoriedade de preenchimento do consentimento informado no local | No final do espetáculo permaneça sentado no seu lugar
Sex, 04 Dez
21:30

Teatro Sá da Bandeira


Música/Cinema/Audiovisual Cineconcerto “Surdina” de Rodrigo Areias com música ao vivo de Tó Trips
LER MAIS
Cineconcerto “Surdina” de Rodrigo Areias

Num espaço rural, um velho homem recebe a notícia de que a sua falecida mulher foi vista a fazer compras na feira.

Revoltado, pretende esconder-se de todos, despeitado e triste, mas os seus amigos insistem para que não dê ouvidos ao povo e aproveite tal facto para se fortalecer e, quem sabe, casar-se de novo.

Esta é uma história da delicadeza de se ser velho, do que resta ainda para sonhar e para amar quando a idade avança significativamente e o corpo se enfraquece. Num Portugal antigo e recôndito, que afinal existe, apesar de tudo quanto façamos para nos modernizarmos.

Em colaboração com o Cineclube de Santarém

Cineconcerto | Classificação Etária M/12 | Duração 01h20 | Preço 7€ (verificar descontos) | Horário de bilheteira Terça a Sexta-feira 11h – 14h | A bilheteira abre 1 hora antes da sessão

Sex, 04 dez às 21h30

Local Teatro Sá da Bandeira

Normas COVID-19

Uso obrigatório de máscara | Desinfeção das mãos à entrada | Respeitar o distanciamento social | Respeitar os circuitos de circulação | Atribuição de lugar por ordem de chegada | Obrigatoriedade de preenchimento do consentimento informado no local | No final do espetáculo permaneça sentado no seu lugar

Bilhetes à venda no TSB, na BOL, na Worten, na FNAC e nos CTT
Qua, 09 Dez
21:30

Teatro Sá da Bandeira


Cinema/Audiovisual PULP: UM FILME SOBRE A VIDA, MORTE E SUPERMERCADOS “A Música no Cinema”
LER MAIS
PULP: UM FILME SOBRE A VIDA, MORTE E SUPERMERCADOS

Em 1978, com apenas 15 anos, Jarvis Cocker formou uma banda na cidade inglesa de Sheffield. Caracterizada pela mistura de pop-rock e influenciada pela sonoridade disco, a música do grupo que viria a ser conhecido como Pulp foi aplaudida por milhares de fãs ao logo das décadas de 1980/90. Em 2011, depois de uma pausa de dez anos, os Pulp regressaram aos palcos com um actuação no festival Primavera Sound Festival, em Barcelona com a sua formação mais marcante: além de Cocker, Mark Webber, Nick Banks, Candida Doyle, Steve Mackey e Russell Senior. Quando, um ano depois, voltam à sua terra natal para um derradeiro concerto, o realizador Florian Habicht decide seguir o seu percurso, criando um documentário peculiar onde cruza testemunhos de cada um dos elementos da banda com várias considerações de habitantes anónimos de Sheffield.

Título original: Pulp | De: Florian Habicht

Cinema | Documentário | M/12 | Outros dados: GB, 2014, Cores | 90 min. | 5€/2,5€ sócios Cineclube

Qua, 9 dezembro às 21h30

Local: Teatro Sá da Bandeira

Normas COVID-19

Uso obrigatório de máscara | Desinfeção das mãos à entrada | Respeitar o distanciamento social | Respeitar os circuitos de circulação | Atribuição de lugar por ordem de chegada | Obrigatoriedade de preenchimento do consentimento informado no local | No final do espetáculo permaneça sentado no seu lugar
Qua, 16 Dez
21:30



Cinema/Audiovisual PATTI SMITH: DREAM OF LIFE “A Música no Cinema”
LER MAIS
PATTI SMITH: DREAM OF LIFE

Um mergulho na filosofia e na arte da lendária rocker Patti Smith. O realizador Steven Sebring traça um retrato da cantora, artista e poeta explorando temas como a espiritualidade e a história. Conhecida como a "madrinha do punk", Patti Smith surgiu no início da década de 70, entusiasmando a cena musical da época com o seu estilo singular. O documentário de Sebring acompanha a artista ao longo de 11 anos, através das suas sessões de spoken word, concertos, palavras, entrevistas, pinturas e fotografias, fazendo revelar uma personalidade complexa e carismática.

Título original: Patti Smith: Dream of Life | De: Steven Sebring

Cinema | Documentário | M/12 | Outros dados: EUA, 2008, Cores | 109 min. | 5€ | Entrada livre para sócios do Cineclube de Santarém

Qua, 16 dezembro às 21h30

Local: Teatro Sá da Bandeira

Normas COVID-19

Uso obrigatório de máscara | Desinfeção das mãos à entrada | Respeitar o distanciamento social | Respeitar os circuitos de circulação | Atribuição de lugar por ordem de chegada | Obrigatoriedade de preenchimento do consentimento informado no local | No final do espetáculo permaneça sentado no seu lugar